Afetiva vida

Kati Froes
Nem sempre tão desencanada nem desinibida
Nem sempre tão aventureira ou descontraída
Era simples e estava nisso seu esplendor
Beleza calada de inconsciente ardor
Não havia fingimento
Em sua forma de expressar-se
Era malícia nos olhos alheios
Ou pura crueldade
Tinha inocência acentuada
Um tanto desmedida
Mas no fundo só queria um amor
Uma afetiva vida

Comentários

  1. Olá Kati
    As vezes um jeito tímido de ser, esconde um grande desejo.
    Bjux

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

E o que eu tenho feito da vida?

E nada