Páginas

quarta-feira, 28 de março de 2012

E nada



Voltemos ao início de tudo
Voltemos ao último resquício perdido
O que encontro, senão, nada?
Nem vento, nem sol, ou dia nublado
Nem caixas, nem dança, nem circo
Foi mágica, foi sonho, ou nem foi
Foram pensamentos aos montes, ou tudo verdade
Memórias, lembranças, invenção
Mentiras, compulsão, susto
Maior ou menor que a realidade
Exercício da solidão
Diversão de faz de conta
Tudo é, e não;
Aconteceu, e nada existe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails