Já nem sei


Os caminhos começam certos e terminam tortos, iniciam tortos e terminam retos, ou não terminam, simplesmente se fundem em outro caminho que também é indeterminado. Não há o que se prever além da linha reta, não há como prever o que está além da curva. O que sei, ou pelo menos imagino, é que a gente se prepara.
Construímos para o infinito, coisas que perduram instantes, planejamos um futuro distante que já virou passado. Esquecemos o valor do que realmente importa, e nos tornamos mesquinhos, nos prendemos às coisas, e deixamos que as pessoas passem, que o tempo corra.
Deixamos por conta do tempo o que somos incapazes de resolver, porque o consideramos remédio para toda e qualquer dor, muitas vezes ele é, ou não. Na verdade somos tão pequenos, e nos sentimos menores diante de provações. Imagino que elas sejam como pontes que nos levam para outro lado, digamos um lado mais real da coisa, por vezes pior, mas real.
É difícil sentir dor, é difícil enfrentar o medo, é difícil deixar o tempo passar. Não quero deixar por conta do tempo, nem com o tempo esquecer certas coisas, quero me lembrar sempre, quero saber o que me trouxe até aqui, me lembrar de erros, me arrepender, me corrigir, me tornar melhor!...... Eu quero fazer o que acho certo fazer, eu quero praticar o que aprendo em meditações, em pensamentos, com os outros, comigo, com o mundo, com tudo.
Eu quero sentir minha importância, demonstrar o meu valor além do que me limita. Quero que as pessoas me vejam por fora como sou por dentro, e com isso elas possam se impressionar ou se decepcionar, não importa, contanto que eu seja: EU!
Eu quero falar para as pessoas que eu amo, que eu as amo! Eu quero olhar pra minha vida e me orgulhar, eu quero ser melhor a cada dia, eu quero poder ajudar, eu quero ser lembrada, eu quero ser amada, eu quero estar junto, eu quero me sentir feliz ao doar, eu quero multiplicar dividindo, eu quero prazeres cotidianos, eu quero descobrir pra que vim, eu quero exercer uma função, eu quero tantas coisas...
Já nem sei...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E o que eu tenho feito da vida?

É certo que duvido