Guardiões e Inimigos


Estou me sentindo assim, bem e mal.
Mal, porque desaprovo algumas de minhas atitudes, me arrependo até, ainda que saiba que nada eu possa mudar, é tão estranho! Me sinto alegre e triste, coisas tão opostas que conseguem estar presentes num mesmo instante. Não entendo e insisto, porque não me parece direito. O choro se manifesta na alegria e na tristeza, e eu não quero chorar, não é justo chorar de alegria neste momento e de tristeza eu não gostaria. O que acontece então?
Eu disse que estou bem, e estou, não é mentira, mas não há um sorriso estampado em meu rosto agora, nem há lágrimas, só um rosto aparentemente apático, uma cara indecifrável, um silêncio, uma longa pausa.
É difícil explicar, ou dar a entender quando nem você mesmo entende, e não quer dar explicações, para que não haja suposições.
Eu me alegro, não deveria me queixar por nada, nem ser ingrata. Tenho saúde, uma familia do meu lado, amigos poucos e bons, vivo momentos incríveis, pelo menos assim os considero. E me pergunto porque isso tudo não é suficiente?
Me pego em ansiedades, mas nada espero, durmo sem grandes pesos na mente, e às vezes sinto insônia. Reflito tanto, me decido mil vezes, e mil e uma volto atrás.
Minha mente é um lugar cheio de loucuras, um antro de confusões, mas que nem à isso se limita, pois é muito mais, é o meu lar, uma bíblia aberta na palavra certa a ser ouvida, um lugar onde mora um anjo. E enquanto inimigos e guardiões gladiam-se, eu fico assim.
Nada explico, só tento entender.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E o que eu tenho feito da vida?

E nada