Amor é prosa, sexo é poesia


Hoje vou falar um pouco da obra do cineasta, crítico e escritor Arnaldo Jabor. O livro em questão é: Amor é prosa, sexo é poesia, composto por 193 crônicas afetivas e selecionadas escritas pelo autor. O livro é interessante, porque mostra um lado de Jabor diferente do que estamos habituados. Ele que sempre aparece na televisão falando de política, economia, aqui mostra um lado mais sentimental, fala de sexo, amor, família, mulheres.
Não sei se já ouviram aquela música da Rita Lee, Amor e sexo, a letra desta música foi retirada de um artigo do Arnaldo que por sua também a cita nos agradecimentos do livro.

“O amor depende de nosso desejo, o sexo é tomado por ele”.
Arnaldo Jabor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E o que eu tenho feito da vida?

E nada